Como abrir MEI: Passo a passo completo

Home > Abra seu negócio > Como abrir MEI: Passo a passo completo

Se você é autônomo, saiba como se formalizar de forma simples e rápida como microempreendedor individual

Introdução

Se você trabalha como autônomo já pensou em se cadastrar como MEI (microempreendedor individual)?

Além de trazer vários benefícios, se formalizar como MEI é simples e garante a você um número de CNPJ. A partir daí, sua empresa poderá emitir nota fiscal pelos serviços prestados. Legal, né?

Então, veja como se tornar um MEI e aproveitar as vantagens de ser um autônomo formalizado.

Como abrir um MEI?

Abrir o MEI é simples e totalmente online. Para fazer o cadastro você deve acessar o site do Portal do Empreendedor, do Governo Federal.

Em seguida, você deve clicar no botão “formalize-se” e seguir os passos que estão neste artigo, no tópico “Passo a passo para você abrir seu MEI”.

Como o MEI funciona?

O MEI funciona como um programa para formalizar quem trabalha como autônomo, já que possibilita a abertura de empresa de forma bem mais simples e rápida pela internet.

A partir do momento em que se cadastra no MEI, o trabalhador passa a ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e pode emitir nota fiscal pelos serviços que fizer, deixando de lado a informalidade.

Lembre-se de que para receber pelos serviços prestados existem várias opções. Dentre elas, o Pix cobrança, novo programa criado pelo governo, traz várias vantagens.

O MEI funciona como um programa para formalizar quem trabalha como autônomo (Pixabay/ds_30)

Qual o custo para abrir uma empresa MEI?

Abrir uma empresa pelo MEI não tem nenhum custo. Mas para manter a empresa aberta é preciso pagar uma contribuição mensal de 5% do salário mínimo referente ao INSS.

Como o salário mínimo está em R$ 1.100 atualmente, o MEI paga hoje R$ 55 de INSS.

Esse valor é acrescido de R$ 1,00, R$ 5,00 ou R$ 6,00 de impostos, conforme o ramo de atividade exercida:

  • Comércio e indústrias: R$ 1 de ICMS;
  • Serviços: R$ 5 de ISS;
  • Comércio e serviços: R$ 1 ICMS + R$ 5 de ISS.

Quais os documentos necessários para abrir uma microempresa individual?

Para abrir o MEI e trabalhar como autônomo formalizado você vai precisar dos seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de Endereço da Empresa e da Residência;
  • Título de Eleitor;
  • Nº da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (se declarou nos últimos dois anos);
  • Consulta prévia de localização aprovada (se o município exigir).

Onde abrir uma empresa MEI?

Onde fazer a abertura da empresa MEI está entre as dúvidas mais comuns das pessoas que trabalham como autônomas e querem se formalizar. Veja abaixo as respostas:

Poupatempo

A abertura do MEI é feita somente pela internet, pelo site Portal do Empreendedor do Governo Federal.

Mas se você estiver com dúvidas sobre como realizar a abertura, os postos do Poupatempo podem ajudar no processo.

Pelo Sebrae é possível?

Não dá para abrir o MEI no Sebrae, já que o cadastro é feito apenas pela internet, no Portal do Empreendedor do Governo Federal.

Mas quem tiver dificuldade na hora de fazer a abertura online pode comparecer a uma agência do Sebrae para ser orientado.

Como abrir MEI Online?

Para fazer o cadastro você deve acessar o site do Portal do Empreendedor, do Governo Federal.

Antes de iniciar, tenha em mãos seus dados pessoais, como RG, CPF, título de eleitor ou declaração de Imposto de Renda, além das informações de contato e endereço residencial.

Portal do empreendedor

O Portal do Empreendedor é o site que permite a abertura do MEI. Para isso, basta acessar o portal, clicar no botão “formalize-se” e seguir os passos indicados neste artigo, no tópico “Passo a passo para você abrir seu MEI”.

Para fazer o cadastro do MEI você deve acessar o site do Portal do Empreendedor, do Governo Federal.(Unsplash/Bench Accounting)

Vantagens e desvantagens de ser MEI

Se você é autônomo e ainda está na informalidade, passará a ter uma série de vantagens quando se tornar MEI.  Entre os principais benefícios estão:

  • Aposentadoria
  • Auxílio-doença e aposentadoria por invalidez
  • Salário-maternidade 
  •  Pensão por morte
  • Pensão entre 3 anos ou até a pensão vitalícia para o cônjuge.

Todos esses itens ajudam na hora de realizar um bom planejamento financeiro.

Mas além dos direitos de uma pessoa jurídica, o microempreendedor também tem obrigações que devem ser consideradas, como o pagamento de tributos.

 O imposto é pago por meio do DAS (Documento de Arrecadação do Simples) e é o mesmo todos os meses. O valor só é atualizado uma vez por ano, quando o salário mínimo for alterado.

O trabalhador também é obrigado a contribuir com a Previdência Social, pagando o equivalente a 5% do salário mínimo vigente por mês.

Leia mais: Empréstimo pessoal e cartão de crédito alt.bank

Passo a passo para você abrir seu MEI

Veja um passo a passo completo para você abrir seu MEI rapidamente pela internet:

Passo 1 

Acesse o site do portal do empreendedor;

Passo 2 

Clique no botão “formalize-se”

Passo 3 

Se você já tem cadastro no Portal de Serviços do Governo Federal, informe o CPF e a senha cadastrados.

Passo 4

Se ainda não possui, clique na opção “Fazer Cadastro”. Depois que terminar o cadastro, acesse novamente o Portal do Empreendedor e clique em “Formalize-se”.

Passo 5 

Será preciso autorizar o uso de seus dados pessoais pelo Portal do Empreendedor – “Área do Usuário da REDESIM” 

Passo 6

Neste momento, serão solicitados os seguintes dados:

  • Número do recibo da sua declaração de imposto de renda ou do título de eleitor; 

Se você for estrangeiro e não declarar IR nem tiver título de eleitor, será necessário indicar:

  • O país de nacionalidade, conforme cadastro CPF (importante verificar se os dados do CPF estão atualizados junto à Receita Federal);

  •  Dados de identificação civil do estrangeiro, conforme cadastro Polícia Federal. São aceitos os seguintes documentos emitidos pela PF: Carteira Nacional de Registro Migratório, Documento Provisório de Registro Nacional Migratório e Protocolo de Solicitação de Refúgio. 

Passo 7

Confira os dados carregados pelo sistema e preencha as informações solicitadas

Passo 8

Por fim, preencha as declarações solicitadas e conclua a inscrição.

Outras dúvidas sobre abrir um MEI

Abaixo listamos outras dúvidas que possam surgir durante o processo de pesquisa para abertura de uma empresa MEI. 

Posso ser MEI mesmo tendo o nome sujo?

Sim, pode. Ter o nome sujo nos cadastros de proteção ao crédito não é considerado impedimento para se formalizar no MEI.

Posso ter um MEI se estiver trabalhando com carteira assinada?

Quem possui carteira assinada pode ser microempreendedor individual. Ou seja, você pode ser CLT e trabalhar como autônomo no MEI para conseguir uma renda extra se quiser.

Se eu abrir um MEI perco o auxílio emergencial?

Fique tranquilo! Quem recebe o auxílio emergencial não perderá direito ao benefício se abrir um MEI.

Conclusão

O MEI oferece muitas vantagens para quem é autônomo e o cadastro é feito de maneira simples e sem muita burocracia.

Se você ainda trabalha na informalidade, que tal se cadastrar como microempreendedor individual e passar a ter todos os benefícios da previdência, além de poder emitir nota fiscal?

Pense nessa possibilidade e se decidir virar MEI, aproveite esse passo a passo para se formalizar! 

Se você ainda trabalha na informalidade, que tal se cadastrar como microempreendedor individual? (Pixabay)

Gostou? Confira outros conteúdos:

Open banking: entenda o que é e como funciona esse novo sistema
Consultar score: Saiba como verificar a pontuação

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário