Empréstimo MEI: Confira os cuidados e como escolher o melhor para o seu negócio

Home > Tudo sobre crédito > Empréstimo MEI: Confira os cuidados e como escolher o melhor para o seu negócio

Se você trabalha como MEI (Microempreendedor Individual) já deve ter pensado em pedir um empréstimo para o seu negócio.

De acordo com dados do do Ministério da Economia, o número de MEIs cresceu no país ao longo de 2020. Do total de 3.359.750 empresas abertas no ano passado, 2.663.309 eram MEIs.

No final de 2020 existiam 11.262.383 MEIs ativos no Brasil, que respondem por 56,7% do total de negócios em funcionamento no país.

Se você faz parte deste universo de empreendedores e quer saber o que é preciso para conseguir um empréstimo, veja as informações neste artigo.

Empréstimo MEI: O que é?

O empréstimo para MEI é uma linha de crédito específica que é disponibilizada pelas instituições financeiras para os trabalhadores que são formalizados como microempreendedores individuais. 

O empréstimo para MEI é uma linha de crédito específica para trabalhadores que são formalizados como microempreendedores individuais

Como o crédito para MEI funciona?

O empréstimo para MEI funciona como qualquer outra linha de crédito. Ou seja, é necessário fazer uma solicitação para a instituição financeira, que irá analisar o perfil de crédito do cliente e, seguindo os seus próprios critérios, poderá ou não liberar a quantia que foi solicitada.

Vantagens do empréstimo para MEIs?

O empréstimo para MEIs possui algumas vantagens para o cliente. Veja as principais:

Juros mais baixos

O empréstimo para MEIs costuma ter juros mais baixos do que a média do mercado. Em algumas instituições financeiras, a taxa pode ficar na faixa de 1% ao mês, o que é considerado bastante atrativo.

Facilidade de aquisição (menos burocracia)

O pedido de empréstimo tem menos burocracia. Basta apresentar os documentos pessoais (RG e CPF), comprovante de residência e o certificado do MEI, que pode ser obtido pelo Portal do Empreendedor, para fazer o pedido nas instituições que possuem linhas de crédito para microempreendedores individuais.

Não precisa de garantia

Enquanto outras linhas de crédito para empresários exigem apresentação de garantia real, como imóvel ou veículo, o empréstimo para MEIs não possui esse tipo de exigência.

Quais são os documentos necessários?

Confira os documentos que são exigidos para esse tipo de solicitação:

Como fazer um empréstimo?

Para realizar um empréstimo para MEI, é necessário fazer o pedido em alguma instituição financeira que possua linhas de crédito voltadas para este tipo de empresa.

Depois de separar os principais documentos que citamos anteriormente, você deve entregá-los no banco e aguardar o prazo de análise.

Após avaliar seus documentos e o perfil de crédito, a instituição vai decidir se o empréstimo pode ser liberado e passar as instruções para a conclusão da operação, como assinatura do contrato, etc.

O alt.bank tem parceria com o crédito diário uma instituição totalmente segura, quer saber mais, solicite seu empréstimo.

Quando pegar um empréstimo?

Existem diversas situações em que um pedido de empréstimo pode ser uma boa alternativa para o microempreendedor individual. Veja algumas delas:

Crescer meu negócio

Muitas vezes você tem um modelo de negócios pronto, com uma ideia bem definida, mas falta capital para investir. Neste caso, o empréstimo poderá ajudar no crescimento da sua empresa e aumentar o faturamento em um futuro próximo.

Fluxo de caixa

Se a sua empresa está com algum problema pontual de caixa e você não está conseguindo resolver apenas com o seu faturamento, o empréstimo pode ser a solução.

Mas lembre-se de que é importante ter um bom planejamento para quitar as dívidas e conseguir voltar a ter lucro. Caso contrário, você poderá se enrolar ainda mais com as parcelas do empréstimo.

Capital de giro

Capital de giro é aquele dinheiro que precisa estar sempre disponível para pagar contas e outras despesas que surgem no dia a dia do negócio.

Se sua empresa precisa desse tipo de recurso e está com dificuldades em obtê-lo, existem linhas de crédito específicas para esta finalidade.

Despesas inesperadas

Se a sua empresa teve algum tipo de despesa atípica, que comprometeu o fluxo de caixa, fazer um empréstimo poderá ser a melhor alternativa para resolver o problema mais rapidamente.

Crédito para MEI com nome sujo: É possível?

Se você está apreensivo porque seu CPF está negativado e não sabe se isso pode afetar o seu negócio pelo MEI, pode ficar tranquilo.

Ter o nome sujo não provoca nenhum tipo de impacto no seu CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) aberto pelo MEI.

Mesmo que você ainda não seja MEI e queira se cadastrar para formalizar seu negócio, não haverá nenhum tipo de objeção pelo fato do seu nome constar em algum cadastro de inadimplentes como o SPC ou a Serasa. 

Empréstimo para MEI covid-19: Como funciona?

A pandemia de covid-19 afetou muitos negócios pelo país e comprometeu o faturamento de boa parte dos microempreendedores individuais.

Para ajudar estes pequenos empreendedores, muitas instituições criaram linhas de crédito específicas para este momento, com condições favoráveis, como taxas de juros menores, mais prazo para pagamento e uma carência maior para o pagamento da primeira parcela do empréstimo.

A pandemia de covid-19 afetou muitos negócios pelo país

Cuidados ao solicitar empréstimos

Avalie a necessidade

Antes de fazer um empréstimo para seu negócio você deve avaliar bem todos os prós e contras e pensar se esse crédito realmente é necessário.

Exemplos de necessidade: sua microempresa tem alguma dívida e o faturamento não é suficiente para pagar.  Ou então, você precisa de dinheiro para comprar uma máquina que vai melhorar o seu faturamento.

Nestes casos, e em alguns outros, o empréstimo poderá ser a melhor solução.

Analise se é viável financeiramente

Se você chegar à conclusão de que o empréstimo é realmente necessário, o segundo passo é fazer uma análise financeira da operação. Quais são os juros, o valor das parcelas e o prazo de pagamento?

Sua empresa tem condições de arcar com as despesas deste empréstimo durante toda a sua vigência? Se sim, então você pode fazer a solicitação.

Realize um controle das finanças 

Não adianta pedir um empréstimo se você não tem um bom controle financeiro na sua empresa. Por isso, antes de solicitar qualquer tipo de crédito, você deve mapear as receitas e despesas e ter certeza de que as finanças do seu negócio estão no caminho certo.

Certifique-se de que a instituição é confiável

Verificar a idoneidade da instituição é fundamental antes de pedir um empréstimo. A dica é pesquisar na internet e obter todas as informações possíveis sobre o banco ou financeira.

Quando tiver certeza de que está tratando com uma empresa idônea, atente-se para o site e cuidado com páginas “dublês”, que são muito parecidas com o dos bancos, mas na verdade são usados por fraudadores.

Um outro ponto importante: nenhum valor pode ser cobrado como “adiantamento” para a liberação de empréstimo. Se isso acontecer, trata-se de uma fraude.

Tipos de empréstimos para MEI

Existem linhas diferentes de empréstimos para MEIs. Veja algumas delas:

Garantia de imóvel ou veículos

No crédito com garantia de imóvel ou veículo os juros ficam bem abaixo daquilo que normalmente é cobrado nos empréstimos tradicionais (sem garantia).

Isso acontece porque o risco da instituição financeira é reduzido significativamente quando o cliente coloca um bem de alto valor como garantia em caso de inadimplência.

No entanto, lembre-se de que o risco do cliente aumenta, pois ele pode perder o seu bem caso deixe de efetuar os pagamentos do empréstimo.

Por isso, antes de decidir fazer esse tipo de operação é fundamental ter certeza que você possui condições de arcar com todo o financiamento, sem atrasar as parcelas e correr o risco de ficar sem o seu bem.

No crédito com garantia de veículo os juros são mais baixos

Cartão BNDES

O cartão BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) possui taxas de juros mais baixas e pode ser uma alternativa vantajosa para o MEI.  

Ele possui um limite (assim como um cartão de crédito) que é estabelecido de acordo com análise individual de cada empresa.

A quantia emprestada com esse cartão pode ser paga em até 48 parcelas.

Fintechs

Existem muitas fintechs que disponibilizam linhas de créditos específicas para microempreendedores individuais. 

Como a lista de opções é grande, é importante pesquisar bem antes de decidir e escolher aquela que tiver as melhores condições de pagamento e oferecer taxas de  juros mais acessíveis.

Microcrédito

O microcrédito é um empréstimo de pequeno valor (normalmente até R$ 20 mil) voltado exclusivamente para os microempreendedores.

“Os recursos destinam-se sempre ao financiamento de capital de giro e/ou de investimentos produtivos fixos, como obras civis, compra de máquinas e equipamentos novos e usados, e compra de insumos e materiais”, explica o BNDES.

Sua principal vantagem é a taxa de juros, que é menor do que em outras linhas de crédito.

Para consultar as instituições ou agentes operadores em que poderá obter o microcrédito em seu estado ou região, basta acessar o site do BNDES

Cheque especial

Assim como as pessoas físicas, os microempreendedores também possuem a opção de usar o cheque especial na conta PJ.

 Mas fique atento, pois essa é a linha de crédito que cobra os juros mais altos e pode acabar prejudicando as finanças da sua empresa.

Capital de Giro

Esta é mais uma linha de crédito que está disponível para quem trabalha como MEI. Uma das principais características deste tipo de empréstimo é a carência para cobrança de juros, que pode chegar a até 15 dias.

Tanto no capital de giro quanto nos outros tipos de empréstimos que citamos aqui, as taxas variam de banco para banco, por isso é importante fazer uma boa pesquisa antes de contratar.

Conclusão

Não há como negar que o MEI trouxe uma série de vantagens para o trabalhador sair da informalidade. 

Veja o que diz essa tese de mestrado escrita pela aluna Valdivanda Carneiro Arruda, da Universidade Federal do Ceará.

“É importante considerar que a condição de informalidade implica uma série de desvantagens para o empreendedor, assim como, dificuldade do acesso ao crédito e a exclusão de mercados que exigem a regularização fiscal e a emissão de notas fiscais”.

A partir do momento em que deixa de ser informal, o trabalhador passa a ter acesso a empréstimos e isso pode ser fundamental para que o MEI se desenvolva e o seu negócio cresça.

Mas antes de solicitar crédito nos bancos, financeiras ou fintechs, é importante fazer um bom planejamento financeiro e ter certeza de que tem condições de arcar com as parcelas.

Além disso, não se esqueça de comparar as melhores opções e analisar todas as condições e taxas, para decidir pelo empréstimo mais vantajoso para o seu negócio.

Seguindo essas orientações, será mais fácil aproveitar os recursos para o crescimento da sua empresa!

Quando adere ao MEI, o trabalhador passa a ter acesso a uma série de benefícios, além de poder pedir empréstimos – o que pode ser fundamental para que o negócio se desenvolva

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário