Necessidade de capital de giro: Passo a passo para calcular e tirar suas dúvidas

Home > Cuide da sua empresa > Necessidade de capital de giro: Passo a passo para calcular e tirar suas dúvidas

Como calcular a necessidade de capital de giro é uma dúvida comum entre os empreendedores.

Mas antes de mostrar como realizar o cálculo, vamos começar apresentando o conceito.

Capital de giro nada mais é do que a reserva de recursos que uma empresa utiliza conforme suas necessidades financeiras vão surgindo.

Em outras palavras, é aquele dinheiro que precisa estar sempre disponível para pagar contas e outras despesas comuns no dia a dia do negócio.

 “Capital de giro é o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem”, resume o Sebrae.

Calcular a necessidade de capital de giro: Passo a passo

Veja passo a passo como efetuar o cálculo da necessidade de capital de giro da sua empresa.

Cálculo

Para calcular o capital de giro, é importante manter um fluxo de caixa detalhado da empresa, com todas as informações atualizadas.

Também é necessário ter todos os dados sobre o lucro da empresa e ainda definir qual será o tempo de duração do recurso, para estipular quando será necessário fazer a reposição do capital.

Para calcular o capital de giro, é importante manter um fluxo de caixa detalhado da empresa (Unsplash)

Fórmula

A necessidade de capital de giro (NCG) da empresa é calculado pela seguinte fórmula: 

NGC = Ativo Circulante Operacional – Passivo Circulante Operacional

 Onde:

Ativo circulante operacional = Estoque e contas a receber

Passivo circulante operacional = contas a pagar

Análise do cenário

Se o resultado da fórmula que mostramos no tópico anterior for negativo, você saberá que o desembolso com as contas a pagar da sua empresa é superior aos ativos operacionais disponíveis.

Em outras palavras, isso quer dizer que será necessário recorrer a capital de terceiros para manter sua operação. Ou seja,  você vai precisar buscar linhas de crédito para conseguir capital de giro suficiente para o dia a dia do seu negócio.

Cenário ideal para o seu NGC

No cenário ideal, as empresas conseguem aplicar apenas recursos próprios na operação, sem precisarem de capital externo para se financiarem.

Com isso, o empreendedor evita o pagamento de juros bancários, que muitas vezes prejudicam o lucro dos negócios.

Por que este indicador é importante?

O NCG é um importante indicador porque mostra quanto dinheiro a empresa precisa ter no caixa para evitar que suas atividades sejam interrompidas ou prejudicadas pela falta de recursos no curto prazo.

Imagine por exemplo que o aluguel do imóvel onde a empresa tem sede precisa ser pago no dia 10, mas nesta data não há dinheiro disponível no caixa e o próximo recebimento de fornecedores está previsto para o dia 13.

Se isso acontecer, a empresa terá que arcar com juros e multas por atraso de pagamento, ou poderá ter prejuízos ainda maiores, dependendo do contrato que deixou de ser pago em dia.

Este é um caso típico de falta de liquidez, que poderá causar sérios problemas nas finanças da empresa e que deve ser evitado com um bom acompanhamento e controle do capital de giro.

1. Controle dos dados financeiros

Ter um bom controle financeiro é fundamental para qualquer empresa que pretende se manter saudável e lucrativa ao longo dos anos. Para isso, é necessário acompanhar o NCG e fazer uma boa gestão da liquidez do seu negócio.

Afinal de contas, toda empresa tem uma série de compromissos de curto prazo que precisam ser honrados, como pagamento de contas, despesas administrativas e com funcionários.

A necessidade de capital de giro (NCG) vai mostrar exatamente qual o valor que precisa ser disponibilizado para arcar com esses pagamentos e manter o caixa da empresa sempre positivo.

2. Verificar possíveis riscos

Diminuir os riscos da operação é uma das principais necessidades de qualquer empresário, tanto aqueles que possuem grandes negócios quanto os pequenos empreendedores.

O indicador de NCG pode ser usado como um importante aliado na redução dos riscos de inadimplência e reputação da empresa, ajudando a antecipar possíveis atrasos de pagamentos e diminuindo ou eliminando as chances de isso acontecer.

3. Previsibilidade

Ter previsibilidade nas finanças da empresa traz mais segurança e tranquilidade operacional. Por isso, ter um bom controle do capital de giro vai fazer com que a sua empresa consiga ser mais eficiente na hora de planejar ações e executar suas operações.

Ter um bom controle do capital de giro vai fazer com que a sua empresa consiga ser mais eficiente (Unsplash/Kelly Sikkema)

4. Segurança

Este item está diretamente relacionado com os três tópicos anteriores: previsibilidade, diminuição de riscos e controle financeiro.

Quando um empreendedor consegue ter um bom controle de todas essas variáveis, ganha muito mais segurança para realizar as suas operações com eficiência.

 Por isso, conseguir uma boa liquidez por meio de um NCG eficiente traz inúmeros benefícios para as empresas, independentemente do tamanho do negócio.

Ciclo financeiro e necessidade de capital de giro

Analisando sob a ótica do ciclo financeiro, o capital de giro é calculado utilizando os prazos médios de pagamentos e os prazos médios de recebimento. 

Para isso, é utilizada a seguinte fórmula:

 NCG = prazos médios para recebimento – prazos médios para pagamento 

O que acontece se tiver o NCG negativo?

Um NCG negativo indica que a empresa tem um déficit de capital de giro e vai precisar de recursos externos em caixa para arcar com a diferença.

Por exemplo: digamos que uma empresa possua R$ 20 mil a receber até o próximo dia 5 e R$ 30 mil a pagar neste mesmo período. Neste caso, a NCG está negativa em R$ 10 mil e será necessário ter esse saldo disponível em caixa para arcar com a diferença.

Para isso, a empresa precisará e buscar recursos de terceiros, como empréstimos e financiamentos, sobre os quais incidem taxas de juros. Tudo isso deverá ser levado em consideração na hora de fazer o planejamento financeiro da empresa.

Riscos de falta de controle

A falta de controle financeiro pode ser fatal para uma empresa, independentemente do seu porte.

Portanto, se você está começando a empreender ou mesmo se já possui uma empresa há algum tempo, deve ter muita atenção com o capital de giro, sob o risco de ficar inadimplente e sofrer prejuízos financeiros com pagamento de juros e multas, além de prejudicar a reputação da sua empresa.

Conclusão

Todo empreendedor precisa fazer um bom planejamento das finanças da empresa se quiser ter um negócio sustentável e lucrativo.

Um bom controle do capital de giro é fundamental neste processo, pois garante que o negócio tem fôlego suficiente para arcar com suas despesas operacionais.

Como mostramos neste artigo, previsibilidade, segurança e antecipação de possíveis riscos estão entre as principais vantagens das empresas que calculam a necessidade de capital de giro de forma eficiente e correta.

Por isso, não deixe de usar esse importante indicador no seu negócio.

Segurança e antecipação de riscos estão entre as vantagens de calcular a necessidade de capital de giro (Unsplash/Tyler Franta)

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário