Ter o nome sujo afeta o meu emprego?

Home > Justiça financeira > Ter o nome sujo afeta o meu emprego?

De acordo com dados da Serasa, 63 milhões de brasileiros estão inadimplentes; saiba se isso pode afetar seu contrato de trabalho

A possibilidade de ter o nome incluído nos serviços de proteção ao crédito assombra boa parte dos brasileiros.

Afinal, ficar com o nome sujo traz uma série de restrições, como dificuldades em contratar diversos tipos de serviços ou conseguir empréstimos e financiamentos.

Mas será que além disso, o fato de ter o CPF negativado também pode afetar o seu emprego? Para entender o que pode acontecer nesse caso, nós preparamos esse artigo com as informações necessárias.

O que diz a lei?

Pelo menos em relação ao seu emprego, você pode ficar um pouco mais tranquilo caso tenha atrasado o pagamento de uma dívida e seu nome acabou sendo negativado.

Afinal, pela lei, nenhum funcionário pode ter o seu contrato de trabalho modificado ou encerrado por estar com o nome negativado.

Isso quer dizer que se a empresa punir ou mesmo demitir o funcionário por seu nome estar sujo, ele poderá tomar medidas judiciais para reverter a situação.

Bancos podiam demitir funcionários com nome sujo

É interessante lembrar que até 2010, uma cláusula da CLT permitia que bancos e empresas do setor financeiro demitissem por justa causa colaboradores que ficassem com o nome sujo.

No entanto, uma lei acabou com essa possibilidade. Desde então, os bancários também estão protegidos de demissão ou qualquer tipo de punição que seja motivada pelo fato de estarem com o CPF nos cadastros de inadimplentes.

Empresas não podem deixar de contratar funcionário por ele estar com nome sujo

Um outro ponto importante diz respeito às contratações. Assim como uma empresa não pode demitir alguém porque seu nome está sujo, ela também não pode usar esse fato como motivo para não contratar um funcionário.

Esse tipo de atitude é considerada discriminatória e é contra a lei. No entanto, como os motivos para a não contratação de alguém normalmente não são divulgados, é difícil para um candidato provar que foi o nome sujo que impediu a sua entrada na empresa.

Consequências de estar negativado

Ser negativado não pode ocasionar a sua demissão nem uma punição pela empresa, mas pode afetar a vida pessoal e até mesmo atrapalhar o seu desempenho no trabalho.

Afinal de contas, o endividamento traz muitas preocupações e dificuldades financeiras, provocando uma queda considerável na qualidade de vida. 

Portanto, se você está com o nome sujo ou suas dívidas estão se acumulando, é importante que você se organize para mudar essa situação.

Quando estamos atolados em dívidas e novas contas não param de chegar, conseguir organizar o orçamento pode parecer algo muito difícil de ser alcançado.

Mas saiba que é perfeitamente possível ter um controle das suas finanças e conseguir sair de uma situação complicada como essa.

Mas para isso, você precisa parar de “empurrar o problema” para depois. Afinal de contas, quando estamos com nossa vida financeira muito bagunçada, acabamos adiando o início da mudança.

Nós sempre pensamos: “Na segunda-feira eu começo”, mas esse dia nunca chega. Essa tendência de ir adiando a mudança acontece porque temos medo das dificuldades que iremos enfrentar e tentamos nos afastar do problema.

Comece com um bom planejamento

Lembre-se: por mais que pareça desafiador, trace um plano e comece o quanto antes a colocá-lo em prática.

Aqui vão algumas dicas:

  • Se o seu CPF já estiver negativado, procure limpar seu nome o quanto antes
  • Para isso, avalie todos os débitos individualmente: valor total da dívida, número de parcelas que faltam ser pagas, qual a taxa de juros, etc.}
  • Com todas essas informações em mãos, é hora de negociar com os credores
  • Também é importante questionar sobre os descontos em relação ao valor total e quais serão os juros cobrados nesta operação. Se conseguir quitar à vista, negocie um abatimento maior.

Importante: Para sair do endividamento é importante agir rapidamente. Isso porque os juros compostos aumentam o valor do débito dia após dia, fazendo com que ela se torne uma bola de neve.

Por fim, depois que você conseguir limpar seu nome, deve começar a mudar de hábitos financeiros para evitar ter o CPF negativado novamente.

Lembre-se de que a regra básica para não se endividar novamente é nunca gastar mais do que você ganha. Se isso estiver acontecendo com você atualmente, só existem duas saídas: ou você aumenta as suas receitas, ou então dá um jeito de cortar algumas despesas.

Conclusão

Os números mostram que a inadimplência vem aumentando cada vez mais no país.

De acordo com dados da Serasa, 63 milhões de brasileiros estavam com alguma conta em atraso em abril de 2021, o que representa 39,5% da população adulta do país.

Apenas nos 4 primeiros meses deste ano, 1,62 milhão de pessoas que não conseguiram pagar as suas dívidas tiveram ficaram com o nome sujo na Serasa.

Mesmo que você não corra o risco de perder o emprego, fique muito atento para não fazer parte dessas estatísticas e mantenha suas finanças organizadas, evitando gastar mais do que você ganha.

Se você já está com o CPF negativado, siga as dicas desse artigo e procure limpar o seu nome o quanto antes!

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário