Pix cobrança: Como a função do Pix substitui os boletos

Home > Conta digital > Pix cobrança: Como a função do Pix substitui os boletos

Conheça todas as funcionalidades do Pix Cobrança, meio de pagamento criado pelo Banco Central que será implementado em maio de 2021 (Claudio Schwarz | @purzlbaum)

Introdução

O sistema de pagamento Pix Cobrança começará a ser aceito no mês de maio e promete facilitar a vida de empresários e consumidores que hoje utilizam o boleto bancário.

Com uma tecnologia mais avançada, o sistema vai permitir que o crédito do valor aconteça de forma instantânea na conta do recebedor na data do vencimento.

Este novo meio de pagamento traz uma série de vantagens em relação ao boleto tradicional.

Mas você sabe o que é e como vai funcionar o sistema? Então leia este artigo que preparamos com todas as informações.

O que é Pix cobrança?

O Pix Cobrança é um sistema que permite o pagamento de cobranças por meio de um QR Code, possibilitando a inclusão de uma data futura de vencimento.

Além da data de débito, será possível acrescentar no QR Code uma série de informações, tais como:

  • Valores de juros em caso de atraso de pagamento
  • Valores de multa em caso de atraso de pagamento
  •  Descontos
  • Entre outras
O Pix Cobrança vai permitir a programação de pagamentos por meio de QR Code (Unsplash/Timothy Muza)

Esse sistema poderá ser utilizado por empresas, prestadores de serviços, microempreendedores individuais, lojistas e outros usuários que necessitem receber algum pagamento com data futura.

Ou seja, em vez de emitir um boleto com todas as informações do pagamento, a empresa gera este QR Code do Pix Cobrança que também já vem com todos os dados necessários.

O maior diferencial é que o pagamento cai instantaneamente na conta do recebedor na data do vencimento, acabando com o tempo de compensação exigido pelos boletos bancários, que é de até três dias úteis.

Por exemplo: imagine que a empresa XPTO preste um serviço e emita um boleto para o cliente com vencimento no dia 10 de janeiro.

O cliente faz o agendamento do pagamento para o dia 10, mas após o débito ser efetuado, o sistema de compensação de boletos necessita de até 3 dias para creditar o dinheiro na conta da empresa.

Já se o mesmo pagamento fosse realizado com o Pix Cobrança, o cliente agendaria para o dia 10 de janeiro e assim que o débito acontecesse o valor já estaria disponível na conta da empresa, de maneira instantânea, no próprio dia 10.

Como vai funcionar o Pix cobrança?

O Pix cobrança terá a mesma funcionalidade de um boleto, porém, o pagamento é efetuado por meio da leitura de um QR Code que deve ser gerado pelo recebedor.

Quando a empresa prestar algum serviço, em vez de fazer a emissão de boleto ela gera o QR Code com todas as informações a respeito deste pagamento, como data de vencimento, valor de juros e multas, etc.

Quando o Pix cobrança começa?

O pagamento por meio do Pix Cobrança estará disponível a partir do dia 14 de maio de 2021.

A funcionalidade estava inicialmente prevista para começar em janeiro de 2021, mas o Banco Central decidiu remarcar o início das operações.

Vantagens do Pix cobrança

O novo sistema de pagamento do Banco Central traz uma série de vantagens em relação aos tradicionais boletos bancários. Veja abaixo as principais:

  • A empresa que emitiu o QR Code receberá instantaneamente o valor da operação no dia em que o pagamento for efetivado. Com o boleto bancário, existe um prazo de até três dias úteis para que o valor seja creditado.
  • Mais um meio de pagamento no mercado, que possibilitará diversidade de escolha pelos consumidores.
  • Por ser um sistema com pagamento instantâneo, ele melhora a operação financeira da empresa, que conseguirá prever mais facilmente suas receitas.
  • É um sistema digital e de baixo custo, o que reduz os gastos operacionais das empresas.

O Pix cobrança vai substituir os boletos?

O Pix Cobrança será utilizado em conjunto com os boletos bancários, como mais uma opção de pagamento por serviços prestados.

Apesar de ter uma série de vantagens em relação aos boletos, este sistema ainda é uma novidade e deve levar algum tempo para que se estabeleça de forma consistente no país.

No entanto, é de se esperar que os boletos comecem a ser menos utilizados e haja uma substituição gradual à medida em que os empresários e consumidores percebam todos os benefícios do Pix Cobrança.

O Pix cobrança vai ser uma opção a mais para pagamento de serviços (Unsplash/Tech Daily)

Conclusão

O Pix Cobrança é mais uma funcionalidade do sistema de pagamentos instantâneos Pix, que passou a funcionar no país no dia 16 de novembro de 2020 e trouxe uma série de novidades e facilidades para os usuários.

Segundo dados do Banco Central, até o mês de março de 2021, 206 milhões de chaves Pix já haviam sido cadastradas. Apenas no mês de março, foram transferidos R$ 278 milhões por meio do Pix.  

Com a implementação do Pix Cobrança, o número de operações tende a aumentar ainda mais a partir de maio.

Além dos empresários, que terão um sistema mais rápido de recebimento, os clientes também serão beneficiados com uma opção de pagamento simples e segura.

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário