Reserva de emergência: Como fazer a sua?

Home > Como economizar > Reserva de emergência: Como fazer a sua?

Ter algum dinheiro guardado é muito importante na vida de qualquer pessoa.

Em finanças, esse dinheiro que deixamos disponível para usar quando existe uma necessidade urgente é chamado de “reserva de emergência”.

Se você ainda não sabe como funciona essa reserva ou tem alguma dúvida sobre como criar a sua, nós vamos esclarecer tudo neste artigo.

Leia até o final, pois esse assunto é muito importante para o seu bolso e para a sua vida!

O que é reserva de emergência?

A reserva de emergência é uma quantia que deve ser poupada e guardada para você usar apenas em caso de necessidade financeira.

Digamos que você perca seu emprego e fique sem renda por um tempo. Ou então que aconteça alguma urgência médica na sua família e você precise desembolsar uma quantia considerável.

Se você não tiver nenhum dinheiro disponível em uma hora como essa, terá que fazer empréstimos ou sacar dinheiro no cartão de crédito, que cobra juros altíssimos. Ou  talvez nem tenha essas opções.

No final das contas, seu problema vai se tornar ainda pior pela falta de recursos e o endividamento, que causa inadimplência.

Por isso a reserva de emergência é tão importante. Ela vai trazer um conforto e garantir uma certa tranquilidade financeira para você e sua família em momentos mais delicados.  

Como fazer uma reserva de emergência?

Esta é uma pergunta muito importante, então tenha atenção neste ponto: o dinheiro que você vai deixar como reserva de emergência precisa estar disponível a qualquer momento.

Afinal, nós nunca sabemos quando vai acontecer uma emergência, não é mesmo? Você pode ficar desempregado do dia para a noite, ou então precisar pagar algo que estava totalmente fora dos seus planos.

Isso quer dizer que para montar a sua reserva de emergência você deve utilizar investimentos com a chamada “liquidez diária”.

Apesar do nome esquisito, o conceito de liquidez diária é bem simples: esse tipo de aplicação permite que você resgate o dinheiro no mesmo dia que solicitar – ou no máximo no dia útil seguinte.

Um exemplo de aplicação com liquidez diária é a caderneta de poupança. Quando você investe na poupança, pode tirar a quantia na hora que precisar, sempre que acontecer algum tipo de emergência financeira.

Mas aqui vai uma dica importante: a conta alt.bank é ótima para ser usada como reserva de emergência, pois permite que você faça saques a qualquer momento, e ainda rende mais do que a poupança.Para entender melhor como funciona o rendimento da conta alt.bank, é só clicar nessa matéria que fizemos sobre o CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

O dinheiro que você vai deixar como reserva de emergência precisa estar disponível a qualquer momento.

Quando usar a reserva de emergencia?

Como o próprio nome diz, a reserva de emergência deve ser usada apenas em casos emergenciais.

Isso inclui situações como a perda de emprego, alguma despesa médica anormal na família, uma dívida que você não contava e acabou precisando pagar, ou situações desse tipo.

Atenção para esse ponto: o dinheiro da reserva de emergência nunca deve ser usado para despesas normais, como comprar algum produto que você esteja querendo ou fazer uma viagem de férias, por exemplo.

Imagine a situação: você tem R$ 2 mil investidos na sua reserva de emergência. Certo dia, resolve usar esse dinheiro para comprar um celular mais moderno e deixa a sua reserva zerada.

Uma semana depois, você tem uma urgência médica e precisa justamente desses R$ 2 mil. E agora? Como vai conseguir esse dinheiro? Percebeu como é importante usar a reserva apenas em situações específicas?

Devo investir minha reserva?

Sim, é importante deixar esse dinheiro investido para que você tenha rendimento enquanto não precisar usá-lo. Mas, como falamos anteriormente, o investimento deve permitir resgate imediato sem que você tenha nenhum tipo de prejuízo.

Por isso, não é qualquer aplicação que serve como reserva de emergência. Nós listamos abaixo alguns investimentos que você pode usar com essa finalidade.

Onde devo investir? 

Poupança

 A poupança permite resgate a qualquer momento e, por isso, pode ser usada como reserva de emergência.

Mas lembre-se que existem aplicações que rendem mais do que a poupança e que também permitem resgate imediato, como a própria conta alt.bank.

Fundos DI

Os fundos DI também possuem liquidez diária, portanto, você consegue usar o dinheiro rapidamente quando pedir o resgate.

Mas lembre-se de um detalhe importante: na maioria das vezes, os fundos cobram uma taxa de administração, o que vai acabar diminuindo seu rendimento.

Então prefira fundos DI com taxa de administração zero ou muito baixa, como 0,1%. Assim, o seu rendimento não será muito afetado.

Tesouro Direto

Apenas um tipo de título do Tesouro Direto pode ser usado como reserva de emergência: o Tesouro Selic. Esse investimento permite resgate imediato sem que você tenha perdas do valor que aplicou.

Já com outros tipos de título, como o Tesouro IPCA+ ou o Tesouro Prefixado, se você resgatar antes do vencimento pode acabar tendo prejuízo. Então eles não devem ser usados como reserva.

 CDB 

O CDB pode ser usado para essa finalidade, mas só aqueles que são “pós-fixados”, ou seja, que pagam algum percentual do CDI.

Antes de escolher um CDB, você deve verificar se ele é “pós-fixado” e se possui liquidez diária, que é o resgate imediato.

Quanto tempo devo ter de reserva para emergências?

Segundo especialistas em finanças, o ideal é que você acumule entre 6 e 12 meses dos seus gastos mensais.

Por exemplo: se você tem gastos de R$ 1.800 por mês, sua reserva de emergência deveria ser de pelo menos R$ 10.800 (6 vezes 1.800).

Claro que esse é um valor alto e não é todo mundo que vai conseguir juntar todo esse dinheiro. Não tem problema: junte o quanto você conseguir e vá acumulando aos poucos.

Lembre-se de que ter algum dinheiro guardado para uma emergência é melhor do que não ter nada.

Lembre-se de que ter algum dinheiro guardado para usar em uma emergência é melhor do que não ter nada.

8 dicas para guardar mais dinheiro

Se você está com dificuldades de criar a sua reserva de emergência, veja algumas dicas que listamos aqui:

1 – Pague suas dívidas sempre em dia

Pagando as contas sem nenhum atraso você evita gastos desnecessários com juros e multas, além de manter seu score alto e seu nome longe dos cadastros de inadimplentes, como Serasa ou SPC

Dessa forma, terá mais tranquilidade para poupar todo dinheiro que sobrar.

2 – Limpe seu nome

Se estiver com o nome sujo, o primeiro passo é se organizar para quitar as dívidas. Negocie com os credores e peça descontos.

Assim que conseguir pagar tudo o que deve, você poderá começar a guardar um pouco por mês para construir uma reserva financeira.

3 – Corte gastos não essenciais

Elimine despesas que não são prioritárias e que você consegue viver sem. Assim, terá mais dinheiro sobrando no final do mês.

 4- Guarde todo dinheiro que sobrar

Sabe aquela moedinha que você recebe de troco? Guarde em um cofrinho ou um pote e junte até completar 1 mês. Depois, você deposita tudo na sua conta para ter rendimento.

Guarde tudo o que sobrar e depois invista para montar a sua reserva

5 – Pense antes de comprar

Antes de comprar algo, pense se aquele produto é realmente necessário ou se você está comprando por impulso.

Isso não quer dizer que você não deve adquirir as coisas que tem vontade, pelo contrário. É apenas um exercício para evitar gastos desnecessários que possam comprometer as suas finanças.

6 – Tenha cuidado com parcelamentos

As compras parceladas criam uma falsa sensação de que estamos gastando pouco, mas pode haver uma grande surpresa no final do mês.

Então tome cuidado com esse tipo de compra, mesmo no caso de parcelamento sem juros.

7 – Tenha uma renda extra

Você pode  aumentar as suas receitas fazendo algum trabalho fora do seu expediente para ter uma renda extra.

Dar aulas particulares, fazer artesanato ou doces para vender são algumas das opções para ganhar um dinheiro a mais e conseguir juntar todo mês.

8 –  Faça sua própria comida

Comer fora é bem mais caro e muitas vezes menos saudável. Então faça sua comida e leve para o trabalho sempre que for possível.

Conclusão

Criar uma reserva de emergência é fundamental para que você tenha tranquilidade para enfrentar dificuldades que surgem ao longo da vida.

Se tiver pelo menos um pouco de dinheiro sobrando, você poderá se organizar melhor em caso de perda do emprego ou em situações difíceis, como uma doença na família.

Mas para montar a sua reserva é preciso planejamento e disciplina. Então junte um pouco por mês até ter a quantia suficiente.

E não se esqueça: invista apenas em aplicações que permitam resgate imediato.

Seguindo essas orientações, com certeza você estará mais seguro quando surgir alguma emergência!

Equipe alt.bank

Nosso time de especialistas está focado em criar conteúdos relevantes para te ajudar a ter mais autonomia financeira e promover um sistema financeiro mais justo no Brasil.

Deixe um comentário